E-Social
22 de agosto de 2018
FGTS x INSS e suas diferenças
21 de setembro de 2018

São Mateus Padroeiro dos Contabilistas

Os Contabilistas e seu Padroeiro

É essencial a um contabilista “de carteirinha” e, que tenha orgulho da sua profissão, conhecer o contexto histórico e os personagens que foram marcantes dentro do cenário contábil. É com este intuito que hoje, resumidamente, contaremos a história de um antigo e famosíssimo funcionário público atuante na área das ciências contábeis. Trata-se de São Mateus, personagem que viveu concomitantemente à época de Jesus Cristo.

São Mateus atuava ma área da Contabilidade Pública

São Mateus atuava na área da Contabilidade Pública. O exercício da sua profissão exigia rígidos controles, os quais se refletiam na formulação do documentário contábil, sua exibição e revelação. Além disso, como na época também escriturava e auditava, o pensador gozava de má fama pelo fato de ser um cobrador e arrecadador de tributos. O local onde se efetivava o pagamento dos tributos chamava-se Telônio e, era neste mesmo lugar onde também se trocava moeda estrangeira. Enfim, era um misto de casa de câmbio e pagamento de tributos.

Mateus nasceu em Cafarnaum. Seu pai, Alfeu, deu-lhe o nome de Levi.
Sua cidade natal era cortada pelas principais estradas da Palestina, ponto de convergência e centro comercial da região. Jesus Cristo apreciava demasiadamente essa cidade, tendo nela pregado a sua doutrina. Na época, era uma província romana. Em sua peregrinação, Cristo passa diante do Telônio de Levi, pára, e o chama: “Siga-me”. Levi, no mesmo momento, se levanta, acompanha o Mestre e abandona seus lucrativos negócios. A partir do chamado troca de nome e de vida, deixa de lado as mordomias que o dinheiro lhe proporcionara e foca o rumo da sua vida para Deus.

Diz São Jerônimo que, Levi, vendo Nosso Senhor, ficou atraído pelo brilho da divina majestade que fulgurava em seus olhos. Convertendo-se ao cristianismo, adotou o nome de Mateus, que significa “o dom de Deus“. Mateus, em sua caminhada, conquistou a confiança de Jesus a ponto de tornar-se um dos doze apóstolos e, o primeiro, dos quatro evangelistas. O seu evangelho é considerado o mais completo, bonito e organizado, características que coincidem com a de um exemplar contabilista!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *